top of page

Fatores que melhoram o Valuation de sua empresa


Valuation Driver
Valuation Driver

 

Fatores que melhoram o Valuation de sua empresa

Os direcionadores de valor são os fatores que influenciam o valor de uma empresa ou de um ativo. Eles podem ser internos ou externos e podem afetar a receita, a lucratividade, o crescimento, o risco e o fluxo de caixa da empresa ou do ativo. Esses direcionadores dão à empresa uma certa vantagem e qualidade, tornando os fluxos de caixa mais estáveis, as margens mais altas, menos arriscadas, etc.


Esses direcionadores têm um impacto positivo no crescimento, na eficiência e no valor de uma organização. Os direcionadores de valor são exclusivos de cada empresa e devem ser utilizados adequadamente para obter uma estimativa precisa do valor de cada empresa.


Em suma, os direcionadores de valor contribuem, no mínimo, para o aumento do Market Cap da sua empresa e da sua participação no mercado.


O valor total de mercado em reais das ações em circulação de uma empresa é chamado de Market Cap. De acordo com a comunidade de investimentos, o tamanho de uma corporação é determinado por esse número, e não pela receita ou pelo total de ativos.


O valor de uma empresa é geralmente analisado por meio de múltiplos como preço/lucro (P/L), preço/vendas (P/V) e preço/fluxo de caixa livre (P/FCL). Os direcionadores de valor se bem aplicados ajudam a aumentar estes indicadores.


Os direcionadores de valor, às vezes, podem estar no denominador do índice, como fluxos de caixa, lucros, vendas, etc. A consistência e a qualidade dessas métricas determinarão a avaliação de uma companhia. Esses fatores de avaliação são considerados na compra ou na venda de uma empresa.


Não há critérios rígidos para que os direcionadores de valor sejam uma métrica financeira de uma companhia; eles também podem ser qualitativos.


A avaliação das perspectivas futuras do negócio, que não se limitam aos dados apresentados nas demonstrações financeiras, é o produto final. Outros fatores qualitativos e humanos são igualmente relevantes para aumentar o preço e o valor futuros.


Exemplos de direcionadores de valor


Valuation Driver
Valuation Driver

Os direcionadores de valor não se limitam aos demonstrativos financeiros de uma empresa; eles vão muito, além disso. Os direcionadores de valor são quaisquer elementos que aumentem a lucratividade geral ou os fluxos de caixa da empresa.


Os direcionadores de valor não são as métricas tradicionais, mas fatores qualitativos, como a eficiência gerencial, a estrutura de produção ou processo de comercialização, a eficiência operacional, etc.


Os direcionadores de valor também podem ser considerados forças e diferenciais da organização, dando-lhe uma vantagem competitiva sobre seus concorrentes.


Para que qualquer analista ou comprador possa avaliar o valor real de uma empresa, é importante compreender quais fatores motivam a avaliação dessas empresas específicas.


Esses fatores variam de empresa para empresa, setor para setor e indústria para indústria.


Em alguns casos, empresas de setores similares não podem ser avaliadas conforme as mesmas métricas, uma vez que fatores qualitativos, como o gerenciamento, as estruturas, podem variar significativamente.


Os objetivos fundamentais dos direcionadores de valor são:

  • Aumentar o crescimento e melhorar a eficiência.

  • Redução do risco do negócio.

Abaixo estão alguns dos principais fatores que impulsionam e decidem a avaliação de uma empresa.


Produtos e Serviços


Os Produtos e serviços para a maioria das empresas é o principal direcionador de geração de valor em processos de Valuation. Através dele conseguimos identificar os fatores de diferenciação e exclusividade que os produtos e serviços possuem comparado com os demais competidores do mercado.


A habilidade de gerar valor para os clientes e as partes interessadas é um dos elementos cruciais do sucesso empresarial. A criação de valor pode ser obtida com a oferta de produtos e serviços que atendam às necessidades, preferências e expectativas do público-alvo.

Os produtos e serviços não são apenas os resultados práticos de uma organização, mas também os fatores que impulsionam a criação de valor. Eles representam as principais competências, capacidades e recursos de uma organização, bem como os benefícios e soluções que oferece aos clientes. Os produtos e serviços podem gerar valor de diversas maneiras, tais como, aumentando a satisfação, a fidelidade e a retenção do cliente, aumentando a participação no mercado e a lucratividade, melhorando a eficiência e a qualidade operacional, incentivando a inovação e a diferenciação, e construindo uma reputação e uma imagem de marca sólidas.


Produtos
Produtos

As empresas que não possuem diferenciais em seus produtos e serviços, acabam sofrendo um maior impacto no valor de sua empresa, pois, ficam mais suscetíveis aos Riscos Sistemáticos e não Sistemáticos.


Os elementos externos que afetam a percepção de valor dos produtos são aqueles que afetam as expectativas, as preferências e a satisfação dos consumidores com os produtos. Alguns exemplos de fatores externos são:

  • Concorrência: A presença de produtos similares ou substitutos no mercado pode diminuir o valor percebido de um produto, especialmente se os concorrentes oferecerem preços mais baixos, melhor qualidade ou mais recursos.

  • Economia - afeta a disposição e a capacidade dos clientes de pagar por um produto, bem como a percepção do valor. Por exemplo, durante uma recessão, os clientes podem procurar produtos mais baratos ou essenciais, e considerar os produtos de luxo ou discricionários menos valiosos.

  • Tendências sociais: As mudanças nos valores, normas e comportamentos sociais podem ter um impacto significativo nos gostos e preferências dos clientes em relação a um produto, bem como na percepção de sua relevância e utilidade. Um produto que está na moda hoje pode perder o apelo amanhã, ou um produto ecologicamente correto, ou socialmente responsável pode ganhar mais valor aos olhos dos clientes.

  • Mudanças tecnológicas: Os avanços tecnológicos podem afetar as expectativas e a satisfação dos clientes em relação a um produto, bem como seu valor percebido. Por exemplo, um produto que usa tecnologia ultrapassada ou obsoleta pode ser considerado menos valioso do que um produto que usa tecnologia de ponta ou inovadora.

Exemplo

A Apple é uma das marcas mais conceituadas globalmente, o que foi possível graças ao seu produto de excelência e à marca que a empresa construiu em torno dele.

Seu produto é o que permite que a Apple obtenha receitas consistentemente crescentes e repasse qualquer aumento de custos para seus clientes, mantendo margens muito saudáveis.


Inovação


A inovação é a forma como as companhias prosperam e sobrevivem a uma diminuição ou estagnação no ambiente de negócios.

Inovação
Inovação

A inovação, apesar de qualitativa, pode ser medida por meio de itens de linha nas demonstrações financeiras, como as despesas com pesquisa e desenvolvimento (P&D), que não podem determinar a inovação, mas podem indicar o capital alocado para ela.


Os gastos com P &D devem ser eficientes, pois, apesar de uma companhia gastar mais do que as suas concorrentes, isso não significa necessariamente que ela terá uma eficiência melhor.


Existem maneiras diferentes de classificar a inovação. Uma delas é a inovação de produto, em que o dinheiro é gasto na melhoria do produto existente ou no desenvolvimento de um novo produto. A segunda inovação consiste em melhorias operacionais e tecnológicas, que aumentam a produção e, ao mesmo tempo, reduzem os custos gerais do processo, aprimorando as margens. A inovação e a tecnologia caminham juntas. Em geral, uma nova ideia precisa ser concretizada, o que pode ser alcançado por meio da utilização de recursos tecnológicos. A inovação pode auxiliar a superar um declínio no ciclo de vida corporativo.


Economia de escala


As economias de escala são vantagens de custo que uma companhia tem devido à escala que alcançou em suas atividades. Em linhas gerais, as economias de escala permitem que as empresas produzam um produto a um custo menor devido aos seus grandes volumes de produção. Ao aumentar a produção, a empresa pode reduzir o custo médio por unidade e melhorar sua lucratividade. As economias de escala também podem aumentar a vantagem competitiva de uma organização, uma vez que ela pode oferecer preços mais baixos ou qualidade superior aos seus clientes. Sendo assim, as economias de escala podem ser um direcionador relevante de valor, por poderem aumentar a receita, a margem e o potencial de crescimento de uma companhia.


Automação
Automação

Os altos volumes acabam compensando margens mais baixas. Essas vantagens são geralmente obtidas em uma companhia de manufatura, que se especializa na venda de produtos de baixo custo. A concorrência se resume a preços, devido ao mercado competitivo e à baixa diferenciação de produtos. Os ganhos de escala permitem que as companhias mantenham seus custos baixos, gerando grandes quantidades de produtos para o mercado.


As economias de escala são obtidas por meio de uma combinação de melhorias técnicas que aumentam a eficiência da produção, através da eficiência gerencial e de estruturas de controle interno para capital de giro e financiamento.


A Amazon é um exemplo de economias de escala alcançadas. Devido aos seus volumes extraordinários, o custo por produto é tão baixo que eles podem facilmente reduzir os preços em relação à concorrência.


Isso permitiu que ela assumisse uma participação de mercado significativa em seu braço de varejo, que responde por mais da metade das receitas.


Outro exemplo é o Walmart, que tem grandes volumes e preços baixos para seus produtos, o que a torna altamente competitiva.


Crescimento de mercado


O crescimento de um mercado ou setor econômico pode ser um fator que pode contribuir para a melhoria do valor de uma organização. Este crescimento pode estar relacionado a fatores econômicos como políticas de incentivo setorial, diretrizes públicas, abundância de crédito, taxas de juros e políticas tributárias.

Crescimento de mercado
Crescimento de mercado

Um dos fatores que mais interferem na avaliação de uma empresa é o potencial de crescimento de mercado. O crescimento do mercado está relacionado ao aumento da demanda pelos produtos ou serviços oferecidos pela empresa em relação aos seus concorrentes e às tendências do setor. Uma empresa com uma taxa elevada de crescimento de mercado pode atrair mais clientes, gerar mais receitas e aumentar a participação no mercado. Isso pode resultar em um aumento da receita, do fluxo de caixa e do retorno sobre o investimento, o que, por sua vez, pode elevar o valor das ações da empresa.


Portanto, investidores e analistas geralmente usam o crescimento do mercado para avaliar o desempenho e as perspectivas de uma empresa.


Alocação de Capital


A alocação de capital é o processo de decidir as fontes e como destinar os recursos financeiros de uma organização em diferentes oportunidades de investimento, tais como aquisições, dividendos, recompra de ações, pesquisa e desenvolvimento, Capex, Opex, Capital de Giro, etc.


É um fator crucial que afeta a avaliação de uma empresa, uma vez que reflete a capacidade da administração de otimizar o retorno sobre o capital investido (ROIC) e gerar valor para os acionistas. Uma companhia que aplica recursos de maneira eficiente pode ter um crescimento de lucros, fluxo de caixa e retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) maior do que suas concorrentes, o que pode elevar o valor das ações e estimular o investimento no mercado. Uma empresa que aloca mal o capital pode destruir o valor para os acionistas ao investir em projetos de baixo retorno, pagar a mais por aquisições ou reter o excesso de caixa.

Alocação de Capital
Alocação de Capital

A correta aplicação de capital é fundamental para o crescimento sustentado da empresa. Bons gestores garantem que o capital disponível seja usado eficientemente, de modo que, os retornos sobre esse capital sejam altos e consistentes e possam cobrir o custo do capital empregado.


A estrutura de capital eficiente pode variar de empresa para empresa e, até mesmo, de gestão para gestão. Algumas companhias operam em setores em que é necessária uma grande quantidade de recursos financeiros para funcionar, enquanto outras requerem uma quantia mínima de capital.


A estrutura de capital deve ser suficientemente equilibrada. Se houver uma grande dívida, mesmo que o custo do capital seja baixo, o risco da empresa aumentará, e se houver um grande patrimônio líquido, o custo do capital aumentará.


Uma boa maneira de medir se a gestão da empresa aloca adequadamente seu capital é observar os índices de rentabilidade como o indicador (ROIC), Retorno sobre o Capital Investido. Esta métrica financeira mede a eficiência com que uma empresa gera lucros a partir de seus investimentos de capital. O ROIC é calculado dividindo-se o lucro operacional líquido após os impostos (NOPAT) pelo capital investido. O NOPAT é o lucro operacional menos os impostos, e o capital investido é a soma da dívida e do patrimônio líquido menos o caixa e os equivalentes. Um ROIC mais alto indica que uma empresa está usando seu capital de forma mais eficaz para criar valor para seus acionistas.


Roic
Roic


Administração


A gestão competente é um fator extremamente relevante para qualquer companhia. Uma administração eficiente pode aumentar a eficiência geral da organização. Existem algumas habilidades que a administração precisa possuir:

  • A visão é como a empresa pensa no futuro e deve ser clara e acessível. A gerência deve, com frequência, mencionar o progresso alcançado para atingir a sua visão.

  • A delegação é uma ferramenta que pode contribuir para a melhoria da eficiência organizacional, mas é uma faca de dois gumes. Uma delegação insuficiente significaria que tudo é controlado pela alta gerência, sem a possibilidade de feedback externo, o que prejudicaria o crescimento e diminuiria a confiança na gestão. O excesso de delegação significaria que a alta gerência não estaria disposta a assumir nenhuma responsabilidade e aumentaria a carga horária de trabalho dos outros, prejudicando a eficiência. Sendo assim, a delegação deve ser realizada com cautela e responsabilidade.


Gestão
Gestão

Além disso, a gerência deve estabelecer estruturas sólidas em relação aos riscos, controles internos, etc. Isso garantirá que qualquer alteração na gerência não interfira no funcionamento do negócio, tornando-o mais eficiente.


Tecnologia


A tecnologia é muito importante para as empresas crescerem e serem eficientes. Ela é um dos principais fatores de avaliação por poder tornar a organização mais eficiente, reduzindo os custos, aumentando a produção, ganhando novos mercados, etc., tornando-a mais lucrativa.


Tecnologia
Tecnologia

A tecnologia é necessária para quase todas as empresas no ambiente atual, independentemente do setor. É possível conceituar tecnologia como a utilização de conhecimentos e habilidades científicos para criar produtos, serviços ou processos que atendam às demandas do cliente, aprimorando a eficiência ou aprimorando a experiência do cliente. A tecnologia pode ajudar uma empresa a ser mais competitiva, diferente e inovadora.


A utilização de tecnologias pode variar conforme o setor. As empresas de manufatura devem realizar investimentos tecnológicos em suas instalações e equipamentos para aumentar a eficiência ou diversificar as suas linhas de produtos. As companhias do setor de varejo precisam investir em tecnologia para melhorar a sua distribuição, logística e relacionamento com o cliente, para tornar os seus ciclos de capital de giro mais eficientes, reduzir custos, ganhar participação de mercado e aumentar a lucratividade.


Podemos utilizar tecnologia para:

  • aumentar a capacidade de lucro de uma empresa ao expandir sua atuação no mercado;

  • criar novos segmentos de clientes ou aumentar a fidelidade dos clientes existentes.

  • aumentar a eficiência operacional de uma organização através da redução dos custos totais.

  • reduzir o desperdício ou otimizar o uso dos recursos.

  • pode melhorar os ativos intangíveis de uma organização, como a reputação da sua marca, a propriedade intelectual ou a cultura organizacional.

Uma companhia que investe em pesquisa e desenvolvimento de ponta, o que resulta em patentes e inovações, pode elevar o valor de sua marca e atrair mais talentos e investidores.


Todas as atividades mencionadas acima auxiliam a empresa a consolidar sua posição no mercado, seja por meio de investimentos mais elevados, expansão vertical ou manutenção da lealdade dos acionistas e estabilidade através do pagamento de dividendos.


Portanto, a tecnologia pode ser muito valiosa para uma empresa que a usa de forma estratégica e eficaz. A tecnologia pode ajudar uma organização a criar valor para seus clientes, acionistas e outros investidores, aumentando a receita, a lucratividade e a sustentabilidade.


Principais conclusões

  • Os direcionadores de valor são fatores internos e externos que permitem que uma empresa alcance um valor superior no mercado em relação aos seus concorrentes.

  • Quando uma empresa é mais valiosa, significa que ela é melhor no que faz e no que os clientes esperam dela.

  • Quanto maior for seu mercado e maior o seu market share, maior será o valor de sua companhia.

  • Quando sua empresa possui uma vantagem competitiva significativa, isso pode resultar em margens mais elevadas, custos mais baixos, inovação e valor agregado à sua empresa.

  • Um alto índice de satisfação e retenção de clientes pode reduzir os custos de aquisição de clientes, aumentar as oportunidades de vendas cruzadas e melhorar a reputação da empresa e seu valor.

  • A inovação e a tecnologia podem melhorar a qualidade, a eficiência e a funcionalidade dos produtos ou serviços, além de criar novos mercados e oportunidades.

  • A gestão e a liderança têm o poder de influenciar a visão, a estratégia, a cultura e o desempenho da empresa ou do ativo, bem como atrair e manter talentos podendo aumentar o valor da empresa através dos seus resultados.

  • O ambiente regulatório e legal pode afetar os custos, os riscos, as oportunidades e as barreiras à entrada do negócio ou do ativo.

  • A correta alocação e busca de fontes de capital adequadas o auxiliará na melhoria do valor de sua organização.

Fatores que melhoram o Valuation de sua empresa


Modelo de planilha de Valuation para fins didáticos.



Valuation DFC
.xls
Fazer download de XLS • 305KB

Luis Valini Neto

luis@valini.com.br

(11) 93011-1501

(16) 98238-0110

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page