• Luis Valini

Como antever a necessidade de reestruturar sua empresa?

Atualizado: Abr 13

Toda empresa ao longo de sua vida passa pelas mais variadas situações positivas e negativas, e em determinado momento, há a necessidade de reestruturá-la para continuar a prosperar. Você conhece os sinais que podem leva-lo a repensar seu negócio? Abaixo segue alguns pontos para reflexão!

Reestruturação Empresarial

Toda empresa, ao longo de seu ciclo de vida, que engloba da concepção à maturidade, experimentam a necessidade de ter que se adaptar, reestruturar seus negócios, sistemas, processos e até mesmo suas equipes. É inevitável! As Organizações que rapidamente conseguirem identificar estas necessidades e os momentos certos para mudar ao longo de sua trajetória terão uma maior chance de se perpetuar.


Os bons líderes entendem quando o tempo de mudança chegou e, proativamente tomam as medidas adequadas para que as transformações necessárias possam ocorrer.


Muitos dos sinais de necessidades de mudanças são claros, mas na maioria das vezes, por convicção, miopia, resistência, falta de estrutura necessária e capacitação interna acabam por não ocorrer. Dentre os sinais temos:

  • O crescimento do lucro chegou a um determinado patamar e parou. Se a sua empresa historicamente tem tido um lucro crescente ou pelo menos consistente e, em seguida, começa a diminuir por um período prolongado de tempo, você está com problemas e muitas vezes ainda nem percebeu. Este é um sinal de que você precisa parar e começar a analisar seus custos e despesas, sua produtividade, sua posição competitiva no mercado, suas estratégias de mercado, suas estratégias de marketing, sua equipe, seus concorrentes, a competitividade de seus produtos, enfim, todas as situações que interferem na sua lucratividade e poderá, aos poucos, minar a capacidade de crescimento de sua empresa.

  • Rotatividade elevada de funcionários, clientes e fornecedores. Todas estas situações podem ser causadas por problemas de liderança, qualificação funcional, relacionamento com o mercado, produto, estratégia, falta de visão futura. Da mesma forma que a falta de renovação dentro de uma empresa é um problema, o excesso de rotatividade também causa elevação de custos, perdas de clientes, equipe insatisfeita, retrabalhos e necessitam ser vigiados de perto. Construir relacionamentos mais profissionais, transparentes e estáveis com clientes, fornecedores, e equipe podem gerar uma sinergia positiva dentro da organização fazendo com que seus resultados continuem a crescer e sejam mais sustentáveis do que em qualquer outra situação.

  • A moral da equipe está baixa. Existem inúmeros problemas que podem afetar negativamente a moral das equipes de uma empresa. Dentre eles temos: a má gestão, promessas quebradas, feedback negativo, ignorar pessoas de uma equipe, favoritismos dentro da empresa, falta de transparência, excesso de resultados negativos sem nenhuma ação para correção da liderança, ambiente pouco profissional, excesso de projetos interrompidos, metas inalcançáveis dentre outros. Equipe desmotivada leva a improdutividade e perda de talentos.

  • Seus sistemas e processos operacionais deixaram de ser eficientes. Os processos e sistemas que funcionam quando uma empresa tem quinze funcionários não serão os mesmos de quando esta mesma empresa tiver por exemplo oitenta. Isto não significa que os sistemas e processos devam ser cada vez mais complexos à medida que a empresa vai crescendo. Na verdade, deve ser o oposto. Com o crescimento da empresa os processos e sistemas devem evoluir na mesma velocidade para que não se perca a agilidade e a eficiência que a levou a prosperar.

  • Ineficiência galopante. Quando uma empresa cresce rapidamente a possibilidade dela se tornar ineficiente é muito grande. Geralmente a resposta à ineficiência é a contratação de mais funcionários. E mais funcionários significa aumento de custos e despesas com folha de pagamento que acabam por diminuir o lucro da mesma. As empresas que são eficientes podem continuar a crescer e adicionar mais negócios sem ter a necessidade de se contratar mais funcionários na mesma proporção. A ineficiência leva à redução dos patamares de crescimento, devido a lentidão com que passa a ser gerida.

  • Funcionários sobrecarregados. Geralmente, a maioria dos funcionários que se sentem sobrecarregados o estão por conta da falta de eficiência da própria empresa. Quando um departamento ou um grupo de funcionários está sobrecarregado não significa que você necessita contratar funcionários para dividir tarefas ou serviços. Pode haver maneiras melhores de se executar as tarefas designadas ou deixar de fazer serviços que não agregam valor para a organização. Seja lá qual for o motivo, este é um ponto que necessita ser corrigido, pois, além de prejudicar os resultados da empresa pode levar ao desgaste da equipe e por consequência, desmotivação e perda de funcionários.

  • Recursos ou equipes subutilizadas. Da mesma forma que uma empresa pode ter funcionários sobrecarregados ela também pode ter equipes subutilizadas. As duas situações são críticas e levam a perdas financeiras. Para se obter melhores resultados todo e qualquer recurso humano ou material deve ser utilizado de forma eficiente e na sua capacidade ótima de produtividade.

  • Processos inadequados. A empresa está sufocada em suas atividades e os clientes estão sendo mal atendidos. A empresa virou um conjunto de feudos que se auto protege demonstrando situações e resultados irreais para alta a gestão. Para sobreviver, as organizações precisam ser simples, ágeis e leves, onde o foco não é a preservação pura e simples do emprego, mas sim, da competitividade que pode levar ao crescimento e ao círculo virtuoso de prosperidade.

  • A empresa é lucrativa, mas não vê estes recursos irem para o caixa. Muitos empresários sabem que seus negócios são prósperos, que têm potencial de crescimento, mas todo mês veem a necessidade de captar recursos para pagar suas contas. A falta de uma visão integrada dos resultados econômicos e resultados financeiros podem comprometer a saúde da empresa à médio prazo levando-a até a insolvência.

De uma forma geral as empresas evoluem, ou por conta própria ou por pressão do mercado. Se você continua fazendo negócios da mesma maneira que fazia há cinco anos, se suas crenças em relação ao mercado continuam as mesmas, se você acha que o sucesso que já teve garantirá sua prosperidade, provavelmente você está ficando para trás. As tecnologias estão mudando muito rápido, as relações com os mercados e consumidores são diferentes, as interferências das economias mundiais são cada vez mais frequentes e as motivações dos funcionários para o trabalho também são outras. Todos estes fatores, serão cada vez mais frequentes no dia-a-dia das empresas independentemente do porte que elas tenham, e sua empresa deve estar preparada para isso.


Ficar atento às tendências do mercado, e também, aos sinais internos de anomalia que acabamos de mencionar nos parágrafos anteriores, pode auxiliá-lo a manter seu negócio próspero. Percebendo alguns desses sinais, não significa necessariamente que é hora de mudanças radicais. Muitas empresas temem a mudança, por achar que são ruins e não querem correr riscos. Toda empresa de sucesso evolui ao longo do tempo e compartilha com a equipe as necessidades de mudanças de forma transparente e profissional.


Se sua empresa está percebendo a necessidade de mudança e precisa de ajuda externa, não deixe de contatar um consultor ou empresa de consultoria de sua confiança. A Valini Consulting poderá ajudar sua empresa neste processo de mudança.





#reestruturação #turnaround #resultado #lucro #estratégia #rotatividade #ineficiência #Processos #capitaldegiro

4 visualizações

Matriz - São Paulo  - SP

Av. Paulista, 2073 - Horsa II - 17° andar - Cj. 1702  São Paulo - SP

comercial@valini.com.br | (11) 3373-7501

Whatsapp comercial (11)930111501

Filial - Ribeirão Preto - SP

Filial: Rua José Bianchi, 555, conj. 2104 - Ribeirão Preto – SP comercial@valini.com.br  |   (16) 4141-3091

  • Pinterest - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2017 - Valini Consulting