top of page

Identificando perdas em sua empresa

Atualizado: 24 de set. de 2023


Identificando perdas em sua empresa
Identificando perdas em sua empresa

 

A redução do desperdício de tempo, esforço, espaço e recursos pode reduzir custos e aumentar a competitividade da sua empresa.

Identificando perdas em sua empresa


As empresas apresentam uma taxa significativa de perdas. Não estamos nos referindo a lixo. Estamos nos referindo a desperdício de tempo, esforço, espaço, recursos, qualquer coisa que não agregue valor aos seus clientes.


Quando estudamos a metodologia "Lean Manufacturing", aprendemos que os desperdícios são divididos em oito tipos: superprodução, material em espera, transporte, processamento, movimentação, produtos defeituosos, estoques e capital intelectual. Ao identificar e minimizar qualquer tipo de desperdício, é possível reduzir os custos, os prazos de entrega, os acidentes da empresa, aumentar os lucros e a satisfação dos funcionários e clientes.


"Qualquer atividade que não agregue valor aos clientes ou à sua empresa é um desperdício" As pessoas se acostumam a fazer as coisas da mesma maneira ao longo dos anos. Muitas vezes, esquecem-se de fazer uma pausa, desafiar, rever, criar inovar e procurar oportunidades de melhoria.


A detecção de desperdício é uma ferramenta útil para aprimorar as suas operações. Perdas em sua empresa


O que é desperdício? Perdas em sua empresa


Para eliminar o desperdício, é necessário compreender sua natureza.

O desperdício é a falta de eficiência que afeta de forma direta e negativa seus negócios, operações, clientes, lucros e crescimento.

Digamos que haja campos obrigatórios a serem preenchidos ao registrar clientes em um processo de atendimento de venda, que não são necessários e não serão usados na organização. "Esse tipo de operação requer tempo, banco de dados e gera insatisfação do cliente".

Cada erro ou atividade executada desnecessariamente, é uma atividade sem valor agregado e um desperdício. Reduzir isso não só melhora a produtividade, como também melhora o nível de moral do seu funcionário. A identificação de desperdícios é reveladora e também um instrumento para melhorar a eficiência operacional.


Os oito tipos de perdas na metodologia Lean Manufacturing


1-Perda por superprodução

Produzir mais ou com mais antecedência do que o necessário.

Como detectá-lo: acúmulo de material ou serviço em andamento encontrado próximo às estações de trabalho.

Resultado: Gastos adicionais com armazenamento e mão de obra para a movimentação e administração de materiais; obstáculos ao fluxo do ambiente de trabalho e desorganização.

Solução: Planejamento adequado da produção para atender a demanda do cliente.


2-Desperdicio de material em espera no processo

Esse tipo de desperdício está ligado a produtos ou pessoas que, depois de serem adquiridos ou contratados, ficam parados ou à espera de seu processamento. Quando parte do material foi processado, o restante fica à espera da disponibilidade dos equipamentos para finalizar o processo.


Como detectá-lo: Os funcionários estão à espera de instruções, ferramentas ou materiais para finalizar as tarefas. As máquinas não são usadas em sua capacidade total ou não são usadas de forma alguma.

Consequências: Custos decorrentes da menor produtividade de funcionários ou máquinas; os custos de oportunidade são incorridos devido ao potencial de produção subutilizado.

Solução possível: Melhorar a comunicação com melhores instruções de trabalho e melhor planejamento de capacidade.


3-Desperdicio de transporte

Os danos causados pelo transporte estão relacionados à movimentação de mercadorias ao longo do processo (desde o recebimento até a expedição), e que geram custos e não acrescentam valor ao produto.


Como identificar: Itens sendo movimentados além do necessário, muitas vezes cruzando caminhos e impedindo outros movimentos na unidade.

Consequências: Prazos de entrega mais longos e custos de transporte.

Possível solução: Reorganizar os ambientes de trabalho ou os processos para diminuir o transporte e otimizar o fluxo.


4-Desperdicio de processamento

Este desperdício ocorre quando o processamento está abaixo do estado ideal ou quando são realizadas ações desnecessárias para o produto atingir as especificações do projeto. As operações não são eficazes ou necessárias e não acrescentam valor ao cliente.


Como identificar: Os produtos são processados excessivamente (ou seja, com especificações mais elevadas do que as necessárias para os clientes) o excesso de material de sucata se acumula nas estações de trabalho.

Consequências: Custos mais altos de produção e de material. Possível solução:

Possível solução: Estabelecer padrões de produção.


5- Desperdício em movimentação nas operações

Movimentação sem necessidade de pessoas ou atividades. Correspondem a operações inúteis nas linhas de fabricação ou nas maquinas. Temos que eliminar todo e qualquer movimento desnecessário.


Como identificar: Os funcionários gastam muito tempo para obter, mover ou procurar ferramentas, materiais ou informações. Muitas pessoas se machucam, fazem coisas erradas e atrasam a produção.

Consequências: prazos de entrega mais longos, custos de produção mais elevados, perda de tempo devido a lesões e baixa qualidade de produção.

Possível solução: Melhorar o layout do espaço de trabalho ou os processos de produção.


6-Perda pela produção de produtos defeituosos

Produtos ou serviços mal elaborados ou projetados. São desperdícios resultantes da fabricação de produtos que não atendem às especificações mínimas de qualidade e do projeto, resultando em retrabalhos, refugos ou itens suspeitos. A fabricação de produtos defeituosos tem consequências negativas, tais como: desperdício de material, movimentação e armazenamento de produtos defeituosos, retrabalhos e re-inspeções, tempo de trabalho não produtivo, tempo de equipamentos não produtivos e baixa qualidade dos produtos.


Como identificar: Os funcionários usam métodos incorretos; o material de sucata se acumula devido ao retrabalho; altas taxas de defeitos, retrabalho, devoluções e reclamações de clientes.

Consequências: queda nas vendas; marca prejudicada; atrasos nas entregas; tempo de espera mais longo; custos mais elevados de mão de obra, material e equipamentos para retrabalho de produtos.

Possível Solução: Melhorar a qualidade, os processos, os padrões, a manutenção das máquinas, o treinamento e as instruções de trabalho.


7-Perdas de estoque

O excesso de estoque é maior que o necessário e o excesso de itens em estoque. Os desperdícios de estoque representam um alto custo, problemas de controle e gestão de estoques, grandes áreas ocupadas e grandes distâncias entre os processos.


Como identificar: Verificar os dados de rotatividade do estoque, rever o estoque fisicamente.

Consequências: custos mais altos com espaço para armazenamento, gerenciamento e manutenção do estoque; possível deterioração e outras perdas.

Possível solução: Revisar seu modelo de gerenciamento de estoque.


8-Desperdicio de conhecimento ou habilidades dos funcionários.

Conjuntos de competências de funcionários subutilizados ou incompatíveis.


Como Identificar: Analise os conjuntos de habilidades e as responsabilidades atribuídas; verifique se há falhas nas avaliações de desempenho.

Consequências: Trabalhadores que não cumprem as expectativas, baixa engajamento e custo de oportunidade para habilidades subutilizadas.

Possível solução: A solução é rever as responsabilidades dos funcionários para melhor aproveitar os talentos; considerar a possibilidade de treinamento para assegurar que os funcionários possam usar o máximo de suas capacidades.


Como identificar desperdícios

Uma das formas mais eficazes de identificar o desperdício é caminhar fisicamente pela fábrica ou pelo escritório para observar como o trabalho é executado. Os especialistas em eficiência denominam isso de “Gemba walk”.


A Toyota Motor Corp. desenvolveu o método, e é reconhecida por seus métodos inovadores de busca da eficiência.


Gemba significa “o lugar da realidade" em japonês. O objetivo é verificar de perto o local onde o valor é gerado - como o trabalho é realizado efetivamente, e não apenas o que está descrito nos manuais de políticas ou o que os gerentes pensam que está acontecendo.


O primeiro passo para identificar o desperdício é observar as operações. É necessário ter curiosidade durante uma caminhada Gemba. Busque compreender o fluxo de trabalho e a lógica por trás de cada etapa do processo. Fique atento e faça perguntas. A forma como o trabalho é finalizado pode diferir da maneira como os gerentes pensam que ele é feito.


A caminhada Gemba, "Gemba walk", deve ser uma das principais responsabilidades de qualquer supervisor.


Dicas para uma caminhada Gemba bem-sucedida


Vá ver, pergunte porquês e analise.

A caminhada no Gemba é um momento para observar e questionar com respeito os funcionários por que os processos e as tarefas são executados de uma determinada forma. Não é o momento de atribuir responsabilidades, avaliar os funcionários ou trabalhar em soluções.


Os dois princípios são (1) examinar e (2) questionar o motivo. Seja curioso, faça perguntas e tenha uma atitude colaborativa.


Depois da caminhada Gemba, é hora de analisar. Reúna-se com sua equipe para discutir as suas observações e identificar as causas que estão por trás dos problemas, usando técnicas como a análise de causa raiz, diagramas de espinha de peixe e análise de Pareto.



Gemba Walk
Gemba Walk

Use uma lista de verificação

Utilize uma lista de verificação para anotar as observações referentes aos oito tipos de desperdício. Em seguida, as equipes podem acrescentar itens de ação para a correção dos problemas. Essas reuniões também são uma oportunidade para discutir o andamento dos itens de ação anteriores.


Utilize a tecnologia.

As observações podem ser registradas em papel, mas o uso de um dispositivo móvel como um celular ou tablet pode tornar o processo mais eficiente e útil. Uma lista de verificação digital, por exemplo, pode ser facilmente compartilhada com a sua equipe. Um dispositivo também pode ser usado para gravar vídeos ou tirar fotos de problemas que justifiquem discussões e ações.


Faça caminhadas Gemba regularmente

Sugerimos uma caminhada Gemba de 15 a 20 minutos todos os dias, embora isso possa variar de acordo com a dimensão da instalação. À medida que os problemas de eficiência são resolvidos, a frequência e a duração podem diminuir. As caminhadas Gemba devem ser uma das principais responsabilidades de qualquer supervisor ou gerente. Deve ser um estilo de vida que motive uma cultura de melhoria contínua.


Luis Valini

11 93011-1501


79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page